Ano de escolaridade:
2.º ano
Disciplina/área curricular:
Matemática
 
Domínio/Tema:
Números e Operações
Prova/Ano escolar:
Instrumento de Aferição Amostral Matemática e Estudo do Meio (26) | 2021
Palavras chave:
sinal de igual; igualdade
 

Apresentação do Item (Clique aqui para aceder à prova em PDF):

 

Características do Item
Tipologia:
Item de construção
Formato:
Complemento por construção
Tipo de suportes:
Não se aplica
Nível de complexidade cognitiva*:
Nível 2 (Médio) -  Conhecer; Aplicar
 
Dados estatísticos
        Percentagem de acerto:
Não se aplica
        Grau de dificuldade*:
 
Não se aplica
 
Objetivos do item: o que se pretende avaliar e sua relação com as AE e o PA

Adicionar números naturais e usar corretamente o sinal “=”

Aprendizagens Essenciais (2.º ano): Reconhecer e memorizar factos básico da adição e da subtração e calcular com números inteiros não negativos recorrendo à representação horizontal de cálculo, em diferentes situações e usando diversas estratégias que mobilizem relações numéricas e propriedades das operações. (AE)

Área de competências do Perfil dos Alunos: Linguagens e textos

As competências associadas a Linguagens e textos implicam que os alunos sejam capazes de utilizar de modo proficiente diferentes linguagens e símbolos associados (…) à matemática e à ciência.

 
Critérios de classificação (Clique aqui para aceder aos critérios de classificação em PDF):

Os critérios de classificação apresentam-se por níveis de desempenho, em que cada nível descreve o grau de qualidade do desempenho do aluno por referência à melhor resposta esperada. A cada nível de desempenho corresponde um código, que não é convertível em pontos, mas identifica o referido grau de qualidade da resposta. Neste critério específico há um código (01) para a identificação de um erro típico neste tipo de operação. O aluno interpreta o sinal de igual como uma ordem para realizar um cálculo (o aluno determina 38+52=90, sem considerar o 62). Esta visão do sinal de igual é muito restrita, já que não interpreta o sinal de igual como estabelecendo uma relação de igualdade entre as duas expressões em cada lado do sinal de igual.

 
Exemplos de didáticas e situações de aprendizagem a que os alunos poderiam ser sujeitos para responder corretamente ao item:

Reforçar o ensino e a aprendizagem com compreensão do conceito de sinal de igual (que estabelece uma relação de igualdade dos valores apresentados em cada um dos lado do sinal de igual), não limitando o sinal de igual a uma visão estritamente procedimental, mas desenvolvendo uma visão relacional do sinal de igual.

Criar situações diversificadas em que o sinal de igual não sirva apenas para colocar um número do lado direito, por exemplo, n.º + n.º = ____. Assim, os alunos deverão ter oportunidade de realizar tarefas envolvendo igualdades como n.º + ___ = n.º; ___ + n.º = n.º; n.º + n.º = ___ + n.º; ___ + n.º = n.º + n.º, etc.

Estes exemplos permitem que os alunos estabeleçam relações entre operações, não efetuando cálculos, mas observando as relações entre os números e usando a compensação aritmética.

Apresentar situações envolvendo igualdades (verdadeiras e falsas) para que os alunos selecionem as que são verdadeiras e discutam o porquê de as restantes serem falsas. A seguir, os alunos deverão apresentar propostas para corrigir as igualdades falsas.


* Complexidade não é sinónimo de Dificuldade.
A complexidade tem a ver com o processo cognitivo que é requerido para a realização da tarefa ou do item de avaliação. É definida antes e durante o processo de construção da tarefa ou do item.
A dificuldade pode e deve ser estimada, mas só é possível determinar com exatidão depois da aplicação do instrumento/tarefa, através dos resultados obtidos.