Ano de escolaridade:
9.º ano
Disciplina/área curricular:
Português
 
Domínio/Tema:

Educação Literária

Prova/Ano escolar:
Prova Final de Ciclo de Português (91) - 2019
Palavras chave:
texto dramático; léxico; relações intratextuais; inferência; significado
 

Apresentação do Item (Clique aqui para aceder à prova em PDF):

Grupo III

 

 

Características do Item
Tipologia:
Item de seleção
Formato:
Escolha múltipla
Tipo de suportes:
Excertos de texto dramático
Nível de complexidade cognitiva:
Nível 3 (superior) – interpretar; relacionar
 
Dados estatísticos
        Percentagem de acerto:
44%
        Grau de dificuldade:
 
Médio
 
Objetivos do item: o que se pretende avaliar e sua relação com as AE e o PA

Previa-se a interpretação do significado de uma palavra do texto («discreta»), ausente do enunciado do item. Para a sua resolução, os alunos teriam de relacionar informações de dois segmentos textuais. Não sendo possível resolver o item recorrendo ao conhecimento do mundo, o aluno teria de mobilizar a competência leitora, para a realização de uma inferência complexa que exigia que se relacionasse um comportamento de uma personagem com o significado de uma palavra, dando cumprimento a descritores das AE do 2.º ano («Desenvolver o conhecimento lexical passivo e ativo»), do 7.º («Fazer inferências») e do  9.º ano («Ler e interpretar obras literárias portuguesas de diferentes autores e géneros»); e operacionalizando a área de competências «Linguagens e textos», do PASEO.

 
Critérios de classificação (Clique aqui para aceder aos critérios de classificação em PDF):

A classificação das respostas de itens de escolha múltipla é dicotómica, isto é, apenas se considera como resposta correta

 
Exemplos de didáticas e situações de aprendizagem a que os alunos poderiam ser sujeitos para responder corretamente ao item:

Realização de atividades de reconhecimento de relações intratextuais, de natureza diversa, com vista à análise do modo como se constroem no texto e dos temas, experiências e valores veiculados através delas. Realização de atividades que prevejam a formulação de questões acerca da língua e do seu funcionamento, a partir da observação de elementos e de usos, e que visem o desenvolvimento lexical.

Exemplo de sequência didática:

  • Seleção de um excerto descritivo literário com uma extensão apropriada ao tempo de realização da atividade, o qual integre adjetivos de uso menos comum, que deverão surgir sublinhados.
  • Construção de uma atividade com as etapas seguintes:

1.ª etapa – Apresentação do suporte textual aos alunos para, numa primeira leitura, procederem à identificação do seu assunto, seguindo-se um momento de discussão das propostas avançadas.

2.ª etapa – Solicitação de uma segunda leitura do suporte para identificação dos elementos caracterizados pelos adjetivos sublinhados.

3.ª etapa – Apresentação, para cada adjetivo sublinhado, de uma lista de outros três adjetivos para seleção do mais adequado ao sentido do texto.

4.ª etapa – Reescrita do excerto substituindo os adjetivos originais pelos selecionados anteriormente, seguindo-se um momento de partilha para validação ou invalidação das opções tomadas.


* Complexidade não é sinónimo de Dificuldade.
A complexidade tem a ver com o processo cognitivo que é requerido para a realização da tarefa ou do item de avaliação. É definida antes e durante o processo de construção da tarefa ou do item.
A dificuldade pode e deve ser estimada, mas só é possível determinar com exatidão depois da aplicação do instrumento/tarefa, através dos resultados obtidos.