Ano de escolaridade:
11.º ano
Disciplina/área curricular:
Física e Química
 
Domínio/Tema:

Equilíbrio Químico

Prova/Ano escolar:
Exame Final Nacional de Física e Química A (715) – 1.ª Fase de 2021
Palavras chave:
sistemas homogéneos; equilíbrio químico; Le Châtelier
 

Apresentação do Item (Clique aqui para aceder à prova em PDF):

 

 

Características do Item
Tipologia:
Item de construção
Formato:
Resposta restrita
Tipo de suportes:
Esquema - Equação química
Nível de complexidade cognitiva:
Nível 2 (médio) – interpretar; relacionar
 
Dados estatísticos
        Percentagem de acerto:
45%
        Grau de dificuldade:
 
Médio
 
Objetivos do item: o que se pretende avaliar e sua relação com as AE e o PA

Objetivos do item: Concluir sobre a variação da composição de um sistema partir do Princípio de Le Châtelier.

Aprendizagens Essenciais (11º ano- pág. 12 e 13):

  • Prever o sentido da evolução de um sistema químico homogéneo quando o estado de equilíbrio é perturbado (variações de pressão em sistemas gasosos, de temperatura e de concentração) com base no Princípio de Le Châtelier.

Áreas de Competência do Perfil do aluno (A, C e D):

- Linguagens e Textos: Utilizar de modo proficiente diferentes linguagens e símbolos associados....... à matemática e ciência

- Raciocínio e resolução de problemas: Desenvolver processos conducentes à construção de produtos e de conhecimento.

- Pensamento crítico e pensamento criativo: Pensar de modo abrangente e com profundidade, de forma lógica, observando, analisando informação, experiências ou ideia, argumentando com recurso a critérios implícitos ou explícitos, com vista à tomada de posição fundamentada.

 
Critérios de classificação (Clique aqui para aceder aos critérios de classificação em PDF):
Os critérios de classificação apresentam-se organizados por parâmetros com os respetivos níveis de desempenho, em que cada nível descreve o grau de qualidade do desempenho do aluno. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação.

 
Exemplos de didáticas e situações de aprendizagem a que os alunos poderiam ser sujeitos para responder corretamente ao item:
O ponto de partida poderá passar por uma aprendizagem por descoberta, recorrendo a uma atividade experimental prevista e enquadrada nos domínios organizadores das AE, vertente de química, ao nível de 11º ano. A atividade laboratorial A.L.1.2- Efeito da concentração no equilíbrio químico, permite, através do controlo da variável “concentração” (de espécies químicas numa reação química reversível) inferir, com base em alterações de cor, qual a evolução dinâmica de uma perturbação aos estados de equilíbrio. Utilizando um método indutivo podemos, então, generalizar e enunciar um princípio - Princípio de Le Châtelier - a partir desta verificação experimental direta. Este princípio, sugerido pela experiência, aparece como um postulado com um alto grau de generalidade (sem a necessidade de verificação experimental completa). No caso do item, a perturbação ao equilíbrio envolve uma variação de volume numa amostra gasosa e as consequências alinham-se com aquelas que a experiência revelou. Numa fase seguinte, a exploração de simulações computacionais poderá igualmente permitir uma visualização/ apropriação da natureza dinâmica de um equilíbrio químico, com um enfoque mais ao nível “microscópico” e não macroscópico. Esta perspetiva permite equacionar as variações, nomeadamente na quantidade de moléculas formadas de reagentes e produtos (gasosos), explorando as implicações ao nível da pressão, pelas forças exercidas por estas moléculas, nas paredes do recipiente (numa vertente da pressão por via da Teoria cinético- corpuscular dos gases). A utilização da simulação faz um contraponto à atividade experimental, em que a demonstração do princípio resulta de uma propriedade organolética (estudo de caso: a variação de cor).


* Complexidade não é sinónimo de Dificuldade.
A complexidade tem a ver com o processo cognitivo que é requerido para a realização da tarefa ou do item de avaliação. É definida antes e durante o processo de construção da tarefa ou do item.
A dificuldade pode e deve ser estimada, mas só é possível determinar com exatidão depois da aplicação do instrumento/tarefa, através dos resultados obtidos.