Ano de escolaridade:
11.º ano
Disciplina/área curricular:
Geografia
 
Domínio/Tema:

Problematizar e debater as inter-relações no território português e com outros espaços.

Prova/Ano escolar:
Exame Final Nacional de Geografia A (719) – 1.ª Fase de 2020
Palavras-chave:
passadiços; áreas rurais; turismo natureza; novas oportunidades
 

Apresentação do Item (Clique aqui para aceder à prova em PDF):


 

Características do Item
Tipologia:
Item de seleção
Formato:
Verdadeiro/falso
Tipo de suportes:
Fotografias
Nível de complexidade cognitiva:
Nível 2 (médio) – interpretar; problematizar
 
Dados estatísticos
        Percentagem de acerto:
72,5%
        Grau de dificuldade:
 
Fácil
 
Objetivos do item: o que se pretende avaliar e sua relação com as AE e o PA

Objetivo do item: Selecionar os objetivos que são comuns às situações ilustradas nas fotografias.

Aprendizagens Essenciais: Equacionar oportunidades de desenvolvimento rural, relacionando as potencialidades de aproveitamento de recursos endógenos com a criação de polos de atração e sua sustentabilidade.

Relação das AE com o PA: Linguagens e textos (A); Saber científico, técnico e tecnológico (I).

Implica que os alunos sejam capazes de

- mobilizar diferentes fontes de informação geográfica na construção de respostas para os problemas investigados, incluindo fotografia

- localizar no espaço lugares, fenómenos geográficos (físicos e humanos) e processos que intervêm na sua configuração

- problematizar a construção de passadiços em diferentes contextos naturais.

 

Critérios de classificação (Clique aqui para aceder aos critérios de classificação em PDF):
As respostas ao item são classificadas de forma dicotómica, ou seja, a pontuação só é atribuída à sequência correta das opções, sendo todas as outras respostas classificadas com zero pontos.

 

Exemplos de didáticas e situações de aprendizagem a que os alunos poderiam ser sujeitos para responder corretamente ao item:

Podem ser criadas situações de aprendizagem em que os alunos, em grupo ou individualmente, tenham de:

-selecionar informação geográfica pertinente;

-analisar factos, teorias e/ou situações, identificando os seus elementos ou dados, nomeadamente a localização e as características geográficas;

- mobilizar diferentes fontes de informação geográfica na construção de respostas para os problemas investigados, incluindo mapas, fotografias, imagens de satélite;

- organizar informação, resultante da leitura e do estudo autónomo, de forma sistematizada;

- estabelecer relações intra e interdisciplinares, mobilizando conhecimentos de temas abordados em Geografia e noutras áreas do currículo .


* Complexidade não é sinónimo de Dificuldade.
A complexidade tem a ver com o processo cognitivo que é requerido para a realização da tarefa ou do item de avaliação. É definida antes e durante o processo de construção da tarefa ou do item.
A dificuldade pode e deve ser estimada, mas só é possível determinar com exatidão depois da aplicação do instrumento/tarefa, através dos resultados obtidos.