Ano de escolaridade:
12.º ano
Disciplina/área curricular:
Português Língua Segunda
 
Domínio/Tema:

Leitura e Escrita

Prova/Ano escolar:
Exame Final de Português Língua Segunda (138) - 1.ª fase de 2022
Palavras-chave:

texto narrativo; narrador; personagem;  relações intratextuais; textualização

 

Apresentação do Item (Clique aqui para aceder à prova em PDF):

Grupo I 

 

Características do Item
Tipologia:
Item de construção
Formato:
Resposta restrita
Tipo de suportes:
Excerto de texto narrativo
Nível de complexidade cognitiva:
Nível 1 (inferior) – identificar; associar; citar
 
Dados estatísticos
        Percentagem de acerto:
52,4%
        Grau de dificuldade:
 
Médio
 
Objetivos do item: o que se pretende avaliar e sua relação com as AE e o PA

   Com este item, pretende-se avaliar a capacidade de identificar reações de uma personagem num contexto específico, fundamentando a resposta com citações.

   Pretende-se, igualmente, avaliar a capacidade de produzir um discurso estruturado e correto do ponto de vista linguístico.

 

Relação com o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória (Áreas de Competências):

«Linguagens e Textos»;

«Pensamento crítico e pensamento criativo»;

«Sensibilidade estética e artística».

 
Critérios de classificação (Clique aqui para aceder aos critérios de classificação em PDF):

Nos itens de resposta restrita, são avaliados aspetos de conteúdo e de estruturação do discurso e aspetos de correção linguística.

Os critérios de classificação apresentam-se organizados por parâmetros com os respetivos níveis de desempenho, em que cada nível descreve o grau de qualidade do desempenho do aluno. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação.

 
Exemplos de didáticas e situações de aprendizagem a que os alunos poderiam ser sujeitos para responder corretamente ao item:

Para os alunos desenvolverem as capacidades que lhes permitam responder a este tipo de itens, devem ser realizadas atividades centradas na caracterização das personagens, quer do ponto de vista das relações que mantêm entre si, quer da função que desempenham no desenrolar da ação.

    

    Alargamento do repertório lexical associado ao tópico 

 

  • Visionamento de sequências televisivas de um evento desportivo, que apresentem as reações do público, captadas em momentos diferentes do desafio.
  • Seleção, numa lista previamente fornecida e com consulta de um dicionário de Língua Gestual Portuguesa, das palavras-chave que exprimem emoções (por exemplo, nervosismo, impaciência, expectativa, desânimo, euforia) e permitem associar as imagens às reações dos espectadores.
  • Sistematização do repertório lexical associado ao tópico, com base em jogos de correspondência: gesto — imagem — palavra.
  • Criação de um mural digital de emoções, com recurso ao Padlet, mostrando cartazes compostos por palavras-chave e imagens.

 

Oficina de Escrita

 

  • Visionamento de sequências de fotogramas de um filme, com legendagem para surdos, que mostrem as reações de personagens num determinado contexto narrativo.
  • Descrição das expressões faciais e dos movimentos do corpo que traduzem as reações.
  • Associação de emojis e emoticons às reações descritas, tendo por base os conhecimentos dos alunos sobre o uso destes símbolos na comunicação digital.
  • Identificação de sequências textuais centradas em reações das personagens que intervêm na ação, ao longo da leitura de narrativas breves ou de excertos.
  • Deteção das razões subjacentes a certas reações, através da análise dos comportamentos e atitudes das personagens que as determinam.
  • Levantamento do léxico utilizado pelo narrador para referir as reações das personagens.
  • Substituição, num dos excertos lidos, de palavras que exprimem reações pela aceção apresentada no dicionário mais adequada ao contexto (por exemplo, O amigo reagiu com entusiasmo à ideiaO amigo reagiu à ideia com uma demonstração calorosa de de alegria).
  • Reescrita de um parágrafo de uma obra, de forma a que as reações de uma personagem sejam diferentes das imaginadas pelo autor da narrativa.
  • Produção de um vídeo que apresente a dramatização, pelos alunos, de um episódio de uma obra lida, onde predominem diferentes reações de personagens.


* Complexidade não é sinónimo de Dificuldade.
A complexidade tem a ver com o processo cognitivo que é requerido para a realização da tarefa ou do item de avaliação. É definida antes e durante o processo de construção da tarefa ou do item.
A dificuldade pode e deve ser estimada, mas só é possível determinar com exatidão depois da aplicação do instrumento/tarefa, através dos resultados obtidos.