Ano de escolaridade:
12.º ano
Disciplina/área curricular:
Português
 
Domínio/Tema:

Educação Literária e Escrita

Prova/Ano escolar:
Exame Final Nacional de Português (639) – 1.ª Fase de 2021
Palavras chave:
Texto narrativo; personagem; caracterização direta; caracterização indireta; herói romântico; relações intratextuais; textualização
 

Apresentação do Item (Clique aqui para aceder à prova em PDF):

 

Características do Item
Tipologia:
Item de construção
Formato:
Resposta restrita
Tipo de suportes:
Excertos de textos narrativos
Nível de complexidade cognitiva:
Nível 2 (médio) – interpretar; categorizar; relacionar
 
Dados estatísticos
        Percentagem de acerto:
47%
        Grau de dificuldade:
 
Médio
 
Objetivos do item: o que se pretende avaliar e sua relação com as AE e o PA

O item tem como objetivo avaliar a capacidade de o aluno estabelecer relações intertextuais entre dois excertos textuais da mesma época, mobilizando conhecimento sobre características do «herói romântico», bem como a capacidade de caracterizar personagens a partir de informação explícita e implícita no texto. Pretende-se, igualmente, avaliar a capacidade de produzir um discurso bem estruturado e correto do ponto de vista linguístico.

Relação com as Aprendizagens Essenciais (10.º a 12.º anos de escolaridade):

- «Comparar textos em função de temas, ideias e valores»;

- «Contextualizar textos literários portugueses dos séculos XVII ao XIX de vários géneros em

  função de grandes marcos históricos e culturais»;

- Interpretar textos literários portugueses de diferentes autores e géneros, produzidos entre os

  séculos XVII e XIX»;

- «Interpretar o sentido global do texto e a intencionalidade comunicativa com base em

  inferências devidamente justificadas»;

- «Redigir com desenvoltura, consistência, adequação e correção […]»;

- «Redigir o texto com domínio seguro […] dos mecanismos de coerência e coesão textual».

 

Relação com o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória (áreas de competências):

- «Linguagens e textos»;

- «Pensamento crítico e pensamento criativo».
 
Critérios de classificação (Clique aqui para aceder aos critérios de classificação em PDF):

Nos itens de resposta restrita, são avaliados aspetos de conteúdo, de estruturação do discurso e de correção linguística.

Os critérios de classificação apresentam-se organizados por parâmetros com os respetivos níveis de desempenho, em que cada nível descreve o grau de qualidade do desempenho do aluno. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação.

 

Exemplos de didáticas e situações de aprendizagem a que os alunos poderiam ser sujeitos para responder corretamente ao item:

Para que os alunos consigam responder corretamente a itens em que lhes é solicitada a comparação entre textos, é fundamental a implementação de atividades que permitam desenvolver a capacidade de estabelecer relações intra e intertextuais, fazendo inferências complexas e intervindo criticamente face aos textos.

 

Exemplos de situações de aprendizagem:

  • Leitura e análise crítica de textos pertencentes ao mesmo género ou a géneros diferentes que possibilitem o estabelecimento de relações de analogia ou de contraste entre elementos presentes nesses textos (características de personagens, elementos caracterizadores do espaço, aspetos criticados, entre outros, dependendo do conteúdo dos excertos selecionados).

 

  • Organização de debates/discussões em coletivo com o objetivo de analisar e comparar o modo como valores culturais, éticos e estéticos estão presentes em várias das obras estudadas, solicitando juízos críticos fundamentados.

 

Produção de textos expositivos em que se solicite a comparação do modo como o mesmo tema/aspeto é tratado em obras/autores/épocas diferentes (por exemplo, a representação da mulher na cantiga e amor e na poesia lírica de Camões).


* Complexidade não é sinónimo de Dificuldade.
A complexidade tem a ver com o processo cognitivo que é requerido para a realização da tarefa ou do item de avaliação. É definida antes e durante o processo de construção da tarefa ou do item.
A dificuldade pode e deve ser estimada, mas só é possível determinar com exatidão depois da aplicação do instrumento/tarefa, através dos resultados obtidos.